EMPREENDEDORES E JOVENS LÍDERES TRAZEM INOVAÇÃO E MUDANÇA PARA O MERCADO

21 jun 2022

Inovação, sustentabilidade e diversidade. Esses são os caminhos que os novos líderes e empreendedores começam a traçar dentro mercado da construção civil e do setor imobiliário. No painel “Empreendedorismo – formando novas lideranças”, que fez parte do 94º Enic | Engenharia & Negócios, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), especialistas discutiram o papel dos jovens líderes no cenário atual, depois da pandemia e com o advento do digital. Os debatedores ainda destacaram como empreender e inovar é necessário para todas as empresas do setor. A mediação foi conduzida por Eduardo Aroeira Almeida, vice-presidente administrativo da CBIC e presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF).

Segundo os painelistas, empreender é a arte de pegar recursos e transformá-los em resultados. E quem mais do que os líderes para garantir que essa ação seja vista e revista dentro das empresas? Segundo Ana Claudia Gomes, presidente da Comissão de Responsabilidade Social (CRS/CBIC), é de extrema importância que as empresas invistam em novas lideranças. “O talento humano é o grande diferencial das empresas. Os líderes não nascem prontos, não vêm prontos. Precisamos prepará-los, precisamos alinhar com as lideranças que já existem e conhecem tão bem as dores desse setor e podem aprender com nossos processos”, apontou.

Ela mencionou projeto conduzido pela entidade com foco na preparação de novos líderes na construção civil: o CBIC Jovem tem como objetivo oxigenar o setor e fomentar o associativismo na nova geração. “Esse projeto tem evoluído de forma muito positiva. Esses jovens são os executivos que vão tocar as empresas e as entidades no futuro”, comentou Aroeira, ele mesmo participante do primeiro grupo de jovens líderes treinado pela CBIC.

Para o diretor de operações do Sebrae-PR, Julio Cézar Agostini, a grande tendência do empreendedorismo e das novas lideranças é a inovação. Além disso, as empresas precisam estar abertas às mudanças da sociedade e a inserção de novas tecnologias. “Um líder sabe que todo dia vai acontecer uma mudança e esse líder transformador é um grande empreendedor. Para liderar é preciso buscar iniciativas que visem a diversidade. Precisamos aprender a trabalhar com isso, para promover uma evolução social que está acontecendo no mundo todo”, explicou o especialista.

Para o setor de construção, a inovação começa a ser traçada pelas soluções inteligentes e sustentáveis, além das novas tecnologias dentro do mundo virtual. “Todo mundo está preocupado com uma economia mais verde e essa deve ser uma preocupação do setor. A digitalização da economia é algo que a pandemia acelerou e não vai voltar mais. O que tem a ver o metaverso com as construtoras? É uma nova economia, é uma nova pegada e ela não é passageira, temos que ficar ligados com essas mudanças”, afirmou Agostini.

Estar em conexão com as mudanças, e especialmente, escutar os jovens líderes, além de investir na sua formação, é um dos caminhos, ressaltou o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Renato Michel. “Os jovens têm muito a nos ensinar, nós do mercado imobiliário e da construção civil temos que estar abertos a essas novas lideranças e as demandas deles. As relações de consumo estão mudando”, apontou.

O 94º Enic é realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e conta com a correalização do Sesi, Senai e patrocínio do Sebrae, Confea, Mútua, AltoQI, SoftwareONE, CV, Sienge e Caixa Econômica Federal.

(Com Agência CBIC)

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros