JÓQUEI CLUBE: GDF PLANEJA LICITAR PARCELAMENTOS DO NOVO BAIRRO EM 2022

09 jul 2021

O Governo do Distrito Federal (GDF) fará o esforço necessário para licitar os parcelamentos do Setor Habitacional Jóquei Clube durante o primeiro semestre de 2022 – todas as empresas interessadas em construir empreendimentos no local poderão participar. O cronograma foi sinalizado por integrantes do governo durante live realizada pela Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF) na manhã desta sexta-feira (09/07), para apresentar as linhas gerais do projeto que será doado ao GDF. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal da entidade no YouTube e acompanhado por mais de 80 pessoas.

“Nossa intenção é fazer as licitações o mais rápido possível. Esse é um projeto estratégico para o governo, para a Terracap, e queremos licitar no primeiro semestre de 2022”, afirmou Hamilton Lourenço Filho, diretor técnico da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), órgão responsável pelo futuro certame. “O compromisso dessa gestão é que o projeto seja aprovado no menor prazo possível, respeitando o rito legal. Vamos aprovar o quanto antes, para ofertar lotes e novos empreendimentos. Quem ganha com isso é a arrecadação, a movimentação da economia, o investimento que contrata mão de obra”, completou Mateus Leandro de Oliveira, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Distrito Federal (SEDUH).

ASSISTA A LIVE AQUI

“Essa é uma sinalização importante, não apenas do cronograma como, também, de que o novo bairro será implantado atendendo a todas as normas legais e com escritura na mão”, reagiu Eduardo Aroeira Almeida, presidente da ADEMI DF. No final de junho, a entidade assinou com o GDF um termo de cooperação técnica para a doação do projeto urbanístico para a implantação do Setor Habitacional Jóquei Clube. Serão investidos R$ 1,6 milhão e a proposta será concluída até o início do último trimestre de 2021.

Segundo Aroeira, a expansão ordenada do Distrito Federal e oferta de moradia digna e legalizada é uma bandeira histórica e preocupação permanente da entidade. “Nossas associadas são empresas que atuam estritamente dentro da lei, em terrenos legalizados e as melhores práticas construtivas. Isso é importante para o mercado e para o comprador”.

“Esse empreendimento estava no planejamento da Terracap e a ADEMI DF propôs a parceria. Estamos conduzindo a quatro mãos”, comentou o diretor técnico da Terracap. Segundo Hamilton Lourenço Filho, o órgão dará entrada nos estudos preliminares que orientarão os termos de referência para os projetos de infraestrutura e os estudos ambientais estão sendo contratados. “Queremos fazer a audiência pública ainda neste ano e pedir o licenciamento prévio ao Ibram”. Pelo cronograma da Terracap, o projeto do novo bairro será submetido ao CONPLAN ainda em 2021. “Passando pelo CONPLAN, pediremos à SEDUH a publicação dos decretos e o registro cartorial, para que possamos ter as escrituras do lotes, destinações e diretrizes de ocupação”, explicou.

Durante a live, o superintendente de licenciamento do Brasília Ambiental (IBRAM), Alisson Santos Neves, acrescentou que o órgão compartilha do compromisso de licenciar o projeto com agilidade, obedecendo a todas as etapas e ritos das análises e liberações. “A fiscalização ambiental atua em todas as fases do projeto. Temos que trabalhar um licenciamento que seja eficiente no tempo e na qualidade, finalizando no menor tempo dentro da legislação”, avisou. Segundo ele, o Ibram tem buscado métodos mais qualificados de análise técnica, cuja aplicação melhora prazos.

Mediada pelo presidente da ADEMI DF, a live também contou com a participação dos arquitetos contratados pela entidade para formular o projeto urbanístico do novo bairro, Jandson Queiróz, da Ária Empreendimentos Sustentáveis; João Gilberto de Carvalho Accioly, da Aciolly & Catelly Arquitetos Associados e Rogério Markiewicz, da MKZ Arquitetos.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros