FOCADA NO FORTALECIMENTO DO MERCADO IMOBILIÁRIO, ADEMI DF INICIA NOVO MANDATO EM VICE-PRESIDÊNCIA DA CBIC

13 jul 2020

A Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF) manteve assento na direção nacional da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e inicia hoje um novo mandato, ocupando a vice-presidência administrativa da instituição. O evento virtual que entronizou a nova gestão 2020/2023 foi realizado na manhã de segunda-feira, 13/07: transmitido pelo YouTube, contou com a presença do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão. O encontro foi mediado pelo engenheiro José Carlos Martins, reconduzido à presidência da CBIC.  Presidente da ADEMI DF, Eduardo Aroeira Almeida assume a vice-presidência administrativa convencido de que o Distrito Federal tem grande contribuição a dar ao mercado imobiliário nacional.

“A eleição para a vice-presidência da CBIC é, acima de tudo, uma conquista para nossa entidade. Para mim, é uma missão duplamente difícil. Além de assumir uma importante função na entidade nacional da construção, tenho a grande responsabilidade de substituir Adalberto Cleber Valadão, que exerceu essa função por cerca de 10 anos de forma brilhante”, diz Aroeira sobre o empresário que deixou o cargo, uma das referências do setor imobiliário do DF. Valadão foi eleito presidente do Conselho Consultivo da CBIC. “Vou contar com a parceria do amigo Élson Ribeiro e Póvoa na vice-presidência financeira e vamos trabalhar pelo melhor desenvolvimento da construção em nosso país, trazendo também a visão do Distrito Federal”. Póvoa é um dos pioneiros do mercado imobiliário do DF.

Para o presidente da ADEMI DF, manter assento na direção da entidade nacional do setor da construção é uma oportunidade de prestar serviço ainda mais qualificado às empresas associadas. “As entidades associadas à CBIC e as empresas associadas à ADEMI DF têm acesso a muitas soluções e informações a que, sozinhas, não teriam acesso”, afirma. Na entrevista a seguir, Eduardo Aroeira destaca a importância do associativismo para o setor imobiliário:

Qual a importância de a ADEMI DF liderar uma das vice-presidências da CBIC, entidade nacional do setor da construção, para o Distrito Federal?

É muito importante ter um representante na vice-presidência da CBIC. É a entidade nacional da construção civil, que cuida de problemas e busca soluções para os problemas do segmento de forma nacional. Com essa representação, a ADEMI DF pode participar da discussão e influenciar os rumos das soluções propostas para problemas do mercado imobiliário e atuar na identificação de novos caminhos para o setor no âmbito nacional e, também, no Distrito Federal. O fato de continuarmos nessa vice-presidência mantém fluido, para as empresas associadas, o acesso a informações e soluções, boas práticas de todo o Brasil, que favorecem o fortalecimento e a expansão do mercado imobiliário do DF. Outro benefício é podermos trabalhar para que o nosso setor, que é um pedaço da construção civil, esteja sempre em evidência nos debates e na agenda estratégica conduzida pela entidade nacional. Manter assento na CBIC é importante para a ADEMI DF, para as empresas à ela associadas e para o Distrito Federal.

Qual contribuição o DF pode levar à entidade?

A ADEMI DF pode contribuir com a CBIC pela proximidade do Distrito Federal com os Poderes federais, notadamente o Executivo e o Judiciário. Essa proximidade torna mais fácil evidenciar a esses interlocutores situações do mercado imobiliário no Brasil todo, uma vez que essas pessoas poderão observar a partir daqui, na prática diária. A qualidade do mercado imobiliário no DF poderá, e muito, contribuir para uma visão de melhoria e solução de problemas para o setor como um todo.

Qual a importância do associativismo nesse momento e como a Ademi-DF pode ajudar os empresários e profissionais no DF?

É importantíssimo, especialmente em momentos de grande dificuldade. Nesse período de crise sanitária, as entidades têm trabalhado bastante para que as empresas possam atuar com segurança. É pela atuação das entidades que o mercado imobiliário tem se reagido até antes de outros setores da economia. Eu não tenho dúvida de que a atuação da ADEMI DF e da CBIC foi fundamental para que as empresas pudessem atuar com informação suficiente e estar em plena recuperação, acreditando em um resultado positivo para 2020 melhor. As entidades associadas à CBIC e as empresas associadas à ADEMI DF têm acesso a muitas soluções e informações a que, sozinhas, não teriam acesso.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros