EM REUNIÃO NA ADEMI-DF, SEDUH ANUNCIA QUE GDF VAI IMPLANTAR BIM E FAZER UMA SEGUNDA REVISÃO DO CÓDIGO DE OBRAS E EDIFICAÇÕES

06 fev 2020

O Governo do Distrito Federal prepara a implantação de um projeto para a adoção do Building Information Modeling, o BIM, na administração pública. A decisão foi comunicada pelo secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do GDF, Mateus Leandro de Oliveira, durante reunião da diretoria da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF), realizada na quarta-feira (05/02), na sede da entidade. O secretário informou que o GDF também fará uma segunda etapa de revisão do Código de Obras e Edificações, focando na modernização de diversos aspectos da legislação. Esses dois projetos, disse o titular da SEDUH, fazem parte das prioridades da gestão para 2020.

“Esse será um ano de muitas revisões. Vamos trabalhar para ter leis que funcionem e aprimorar para que tenham uma lógica mais moderna”, afirmou. O secretário apresentou um balanço do exercício de 2019, destacando o que qualificou como avanços produzidos pela gestão: segundo ele, a SEDUH passa por aperfeiçoamento de sua cultura interna em busca de um atendimento “de excelência” e agilidade na solução de problemas e demandas. A revisão de diversos marcos legais atende o objetivo de estabelecer maior segurança jurídica para o empreendedor e o cidadão.

“Foi um relato importante, que convergiu com a nossa percepção de uma nova forma de trabalho na secretaria”, diz Eduardo Aroeira, presidente da ADEMI-DF. “O GDF produziu muitos avanços no ano passado e ainda há muito a ser feito no campo de desburocratização de procedimentos”, afirmou. Para o presidente da entidade, é preciso melhorar os processos de legalização e liberação de projetos, cujos gargalos ainda freiam a atividade de construtoras e incorporadoras no DF.

Entre os resultados, o secretário destacou os reflexos da reestruturação da Central de Aprovação de Projetos (CAP), que avaliou cerca de mil novos processos de aprovação de projetos de habitação unifamiliar e emitiu 306 cartas de Habite-se. Em 2019, a secretaria aprovou 739 projetos; 10 projetos de regularização fundiária e a aprovação de oito projetos para novos parcelamentos.

Autor
Avatar

usuarioademi

Categorias

Parceiros