FORTALECIMENTO DO MERCADO IMOBILIÁRIO É FRUTO DA UNIÃO DE SUAS EMPRESAS

30 jun 2021

Por Eduardo Aroeira Almeida, engenheiro civil e presidente da ADEMI DF

O mercado imobiliário é um player estratégico para o desenvolvimento econômico e social em todos os Estados brasileiros. Sua atuação e desempenho têm impacto determinante sobre o resultado da economia, alavancando crescimento ou retração; sobre a arrecadação de impostos, contribuindo para a execução de políticas públicas de interesse da sociedade; sobre a vida das pessoas, levando moradia digna, emprego e renda. No DF, além de tais atributos, a força do mercado imobiliário vem da união das empresas que operam na formalidade e atuam juntas por uma agenda comum: qualidade e inovação, credibilidade, transparência e foco no consumidor.

Tais empresas estão reunidas na Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF) – um grupo de 50 companhias entre incorporadoras, construtoras, escritórios de arquitetura e prestadores de serviços que, juntos, fazem do mercado imobiliário do DF um dos mais sólidos do país. Essa pujança ficou ainda mais evidente durante a pandemia da Covid-19, quando conseguimos produzir resultados positivos mesmo diante de tantas incertezas.

Esse desempenho, entretanto, não teria sido possível sem a coesão construída entre nossas associadas, que atuaram na mesma direção e propósito: proteger o trabalhador, manter e gerar novos empregos, entregar imóveis de qualidade e estimular o desenvolvimento do DF. A combinação de muito trabalho ao manejo exitoso dos desafios colocados pela crise sanitária nos permitiu responder e acompanhar a ressignificação do imóvel e as oportunidades criadas pela ampliação da oferta de crédito tanto para o comprador quanto para o empreendedor.

Apoiar o empreendedor nessa trajetória é a missão da ADEMI DF, principal motivo da sua atuação desde a fundação, há 38 anos, e norte do meu primeiro mandato como seu presidente. Nos últimos dois anos, mais que dar continuidade ao trabalho realizado por meus antecessores, contribuímos para o enfrentamento da pandemia, episódio inesperado e desafiador, e também atualizamos a agenda institucional do setor, agregando iniciativas de grande relevância para um futuro que transcorre hoje.

Inovação e tecnologia; qualificação da cadeia produtiva com um olhar estratégico para a atuação do corretor de imóveis; adequação a novos marcos legais como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD); fortalecimento do digital como ferramenta de relacionamento com o cliente e vendas; responsabilidade social como vetor de diálogo com a sociedade do Distrito Federal para além da fronteira da moradia; produção de dados e informação qualificada para subsidiar o associado na tomada de decisões.

Essas são algumas ações que fortalecemos e que serão prioritárias nesta segunda gestão que iniciamos. Tais temas serão abraçados, sem retirar a importância e esforço em torno de uma agenda permanente da ADEMI DF: o estímulo do desenvolvimento ordenado e sustentável, com uma ocupação legal e planejada do Distrito Federal; a melhoria do ambiente de negócios por intermédio do aperfeiçoamento de marcos regulatórios e redução da burocracia; a busca por novas oportunidades de negócio e o combate à atuação ilegal de empresas no nosso setor.

Para isso, manteremos o diálogo aberto e transparente com o poder público, com atores privados e todos os entes que possam contribuir para que esses paradigmas se traduzam em um mercado pujante, robusto e seguro tanto para o empreendedor quanto para o comprador. O imóvel segue como alternativa mais rentável de investimento e espaço de segurança e qualidade de vida, de moradia digna para o cidadão.

Coerente com essa agenda, vamos reforçar a presença da nossa entidade em ações de responsabilidade social com impacto efetivo e visível sobre a sociedade do Distrito Federal. A atuação individual de nossas associadas, que têm longa trajetória em iniciativas nesse campo, somada ao sucesso da ação que uniu nosso mercado para doar recursos à construção da expansão do Hospital Regional de Samambaia não deixam margem a dúvidas quanto à sensibilidade e consciência do empresário do setor no DF.

No próximo período, a ADEMI DF fará mais, reunindo suas associadas em ações bem articuladas e transparentes, focadas no futuro do DF e na qualidade de vida da sua população. O empreendedor do mercado imobiliário quer gerar riquezas, renda e cidadania para o cidadão do DF. A ADEMI DF atuará para que tenham todos os instrumentos para cumprir esse objetivo.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Parceiros