INCORPORADOR DO DF SINALIZA PREOCUPAÇÃO COM ALTA DOS INSUMOS E CALENDÁRIO ELEITORAL

30 jun 2022

A combinação do aumento continuado nos preços dos materiais de construção com o calendário eleitoral acendeu um alerta para incorporadores e construtores do Distrito Federal. Dados da última rodada da pesquisa Sondagem do Mercado Imobiliário do DF, referentes ao primeiro trimestre de 2022, mostram que 75% dos executivos demonstram preocupação com as eleições e 80% com os custos dos insumos. A pesquisa é uma iniciativa da Associação Brasileira de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF).

“O cenário econômico e político é um vetor importante na tomada de decisão para novos investimentos. É natural que o empreendedor acompanhe com atenção”, avalia Eduardo Aroeira Almeida, presidente da entidade. “Observamos o impacto da inflação sobre a economia, mas temos conseguido atender o comprador que busca o imóvel. Apesar da turbulência econômica, o imóvel segue como um investimento seguro e com retorno garantido”, acrescenta, destacando que o imóvel tem registrado valorização do DF.

Realizada pelo Opinião Informação Estratégica, a Sondagem de Mercado é uma pesquisa qualitativa, com periodicidade trimestral, para medir tendências e expectativas do setor. São ouvidos executivos de incorporadoras e construtoras associadas da ADEMI DF – para aferir o panorama do primeiro trimestre de 2022, foram ouvidos 20 empresários entre os dias 24 de maio e 14 de junho.

No primeiro trimestre, incorporadoras e construtoras do DF mantiveram o ritmo positivo de atividade: 95% dos empresários ouvidos pela Sondagem do Mercado Imobiliário informaram ter imóveis à venda e empreendimentos em construção. Temas como a desburocratização e simplificação do ambiente de negócios seguem no radar do empreendedor, com 75% e 65% das menções respectivamente.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros