CONSTRUÇÃO CIVIL DO DF RETOMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO PARA PREVENIR A COVID-19

28 jan 2021

Entidades do setor da construção do Distrito Federal iniciaram uma nova campanha de mobilização para estimular seus trabalhadores a manter os cuidados e prevenir a transmissão do novo coronavírus. Empresários do setor avaliam que a expectativa pela imunização não pode afrouxar a prevenção nos canteiros e escritórios. Juntas, a ADEMI DF, a ASBRACO, o Sinduscon-DF e o STICOMBE recomendam a manutenção das medidas de segurança e saúde adotadas desde a eclosão da pandemia e o reforço na conscientização do trabalhador. Para isso, as entidades contam com o apoio do SECONCI DF, serviço social da construção civil e parceiro na orientação e atendimento aos trabalhadores.

Declarada atividade essencial desde o início da crise sanitária no DF, a construção civil manteve suas atividades e contribuiu para evitar tanto o aumento do desemprego, quanto a queda na atividade econômica da região. Desde a confirmação dos primeiros casos, as entidades do DF atuaram para garantir a segurança do trabalhador com campanhas educativas, reorganização dos canteiros de obras e escritórios – com controle de acesso aos canteiros e tomada de temperatura, ajustes nas equipes e nos turnos de refeição, adoção do trabalho à distância, transporte de funcionários e o provimento dos equipamentos de segurança e saúda associados a prevenção da Covid-19.

Trabalhadores do setor receberam kits com máscaras e álcool gel para si e suas famílias. Com isso, a construção civil atravessou a pandemia em ritmo acelerado e baixa incidência de contágio entre seus trabalhadores. As ações preventivas feitas pelas entidades com equipes do SECONCI DF atendeu 50 empresas, totalizando 96 estabelecimentos visitados e alcançando 6.147 trabalhadores de canteiros e escritórios.

“Esse é um momento importante, como no começo da pandemia, em que a conscientização é fundamental para proteger a saúde e salvar vidas”, afirma Eduardo Aroeira Almeida, presidente da ADEMI DF. “Nosso trabalho é unir esforços e para manter nosso trabalhador mobilizado na prevenção. Temos esperança de que todos os brasileiros serão vacinados, mas não podemos relaxar nos cuidados agora”, acrescenta.

“Apoiamos a vacinação em massa da população e o respeito à prioridade aos grupos mais suscetíveis à doença. Estamos à disposição para apoiar o governo em ações que julgar convenientes para aceleração do processo”, reforça o presidente do Sinduscon-DF, Dionyzio Klavdianos. “É imprescindível que mantenhamos nossos planejamentos alinhados, para assim, dar continuidade ao processo de prosperidade do setor sem deixar de aplicar os melhores protocolos de saúde e segurança para os trabalhadores”, acrescenta Klavdianos.

“É importante que as autoridades trabalhem para que haja vacinação o mais rápido possível e o retorno de todas as atividades econômicas. Nós, como representantes do setor e mantenedores da saúde e segurança na construção civil, reforçamos nossa orientação com os cuidados e procedimentos preventivos. Acreditamos na celeridade do processo de vacinação em massa. Mais do que isso, o Seconci segue determinado em suas ações junto às empresas, aconselhando os trabalhadores a fim de evitar a proliferação dentro dos canteiros de obras no DF”, disse o presidente do Seconci-DF, Marcelo Guimarães.

“Este é um importante momento, na luta contra a Covid-19, a vacina traz expectativa de normalização da vida e esperança de saúde para todos, porém, este, não será um processo rápido e simples. Imunizar milhares de pessoas em um curto prazo requer a colaboração de todos, por isso se faz necessário mantermos os cuidados preventivos contra a Covid, mantendo a higienização, o distanciamento social e usando de máscaras, para que possamos passar por mais esse obstáculo e a união do setor poderá ser um grande diferencial nesta luta”, declarou o presidente da Asbraco, Afonso Assad.

“Os trabalhadores da construção, através de seu Sindicato, deram um exemplo no combate à pandemia em 2020 diante da continuidade das atividades do setor. Este ano, mais uma vez, quando a vacina está chegando, vamos, ao lado do segmento patronal, redobrar a prevenção contra o coronavírus e continuar contribuindo com o desenvolvimento de nossa Capital e do país”, comentou Raimundo Salvador, presidente do STICOMBE.

A nova mobilização do setor da construção será feita com campanha nas redes sociais, enfatizando que a esperança na vacina não descarta a prevenção. A imunização contra a Covid-19 começou no DF, mas é preciso cuidado redobrado: use máscaras, mantenha suas mãos limpas com água e sabão ou álcool gel a 70%, evite aglomerações.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros