PANDEMIA PELO CORONAVÍRUS REFORÇA A IMPORTÂNCIA DA MORADIA, AVALIAM EXECUTIVOS DO MERCADO IMOBILIÁRIO

06 Maio 2020

O mercado imobiliário do Distrito Federal dá sinais positivos em meio à pandemia pelo novo coronavírus. Dados compilados pelo portal Wimoveis mostram crescimento de 7% na busca por unidades pela plataforma na última semana de abril, sinal de recuperação quando comparado com os indicadores colhidos a partir da segunda semana de março, quando a COVID-19 chegou ao Brasil e as buscas caíram 23%.

“As primeiras semanas foram de muito medo, as imobiliárias e outros estabelecimentos foram fechados por decisão do GDF. Passado o momento de falta de informação, os clientes retomaram a busca por imóvel e, hoje, estamos em um nível superior ao do início da pandemia”, avaliou Eduardo Aroeira Almeida, presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF), durante webinar realizado pelo portal e transmitido pelo YouTube nessa terça-feira (5).

Com o mote Mercado imobiliário: vale o investimento?, o debate foi mediado por Tatiane Guelfi, gerente comercial do Imovelweb, plataforma de classificados online controladora do Wimoveis, e contou com as participações dos empresários Pedro Pereira de Ávila Junior, vice-presidente da ADEMI DF e diretor comercial da Paulo Octávio; e Marco Antônio Moura Demartini, integrante do Conselho Fiscal da ADEMI DF e 2º vice-presidente administrativo do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (Secovi-DF).

“A COVID-19 vai passar, mas não a necessidade de moradia. Brasília tem um mercado selecionado, com players organizados e as empresas estão capitalizadas para fazer seus lançamentos em 2020”, disse Pedro Ávila. “Quando a pandemia chegou, houve um susto inicial e o número de visitas nos plantões caiu. Agora, o número de clientes já é superior ao de antes do início da pandemia”, comentou Marco Demartini.

Para os executivos, a inclusão do setor da construção entre os essenciais pelo Governo do Distrito Federal (GDF) foi decisivo para manter a atividade das empresas e preservar os empregos no segmento imobiliário. Relatando as medidas preventivas adotadas nos canteiros e escritórios, assim como as medidas de estímulo à economia adotadas pelo poder público, os empresários convergiram na percepção de que há um certo otimismo diante do pós-pandemia: a expectativa é que os lançamentos preparados pera 2020 aconteçam a partir do segundo semestre.

“Essa crise é grave e dolorosa, por que afeta a saúde das pessoas, mas várias condições farão do mercado imobiliário motor da recuperação no país, não apenas no DF”, afirmou Eduardo Aroeira. “Vale a pena investir em imóvel e este é o momento”, frisou. “A hora de comprar imóvel é agora. Todo salário é pouco para quem paga aluguel”, acrescentou Pedro Ávila. “O momento de comprar imóvel é agora, tanto para quem quer fazer um upgrade, quanto para quem quer investir. Nunca houve uma convergência de indicadores econômicos e comportamentais positivos como agora”, endossou Demartini.

No dia a dia de suas empresas, os três executivos já têm mais clareza do potencial do mercado e de mudanças impostas pela pandemia que moldarão um novo ciclo no setor. Para Eduardo Aroeira, a necessidade de distanciamento social deu ainda mais importância à moradia digna. “O cliente do primeiro imóvel deve crescer. Hoje, na maioria das vezes, mais de uma geração da mesma família coabita em uma mesma moradia”, comentou.

Marco Antônio Demartini destacou mudanças comportamentais que vieram pra ficar e serão incorporadas na forma de planejar empreendimentos e prestar serviços. “Nossas empresas terão de se aproximar ainda mais dos clientes e focar nas pessoas para desenvolver produtos e prestar serviços, agregando mais valor”, afirmou. Segundo ele, já é perceptível o aumento de buscas por upgrade de imóvel. “As pessoas já precisam de mais espaço e uma estrutura melhor, muita gente passará a trabalhar e passar mais tempo em casa”, justificou.

Assista ao webninar: https://www.youtube.com/watch?v=PlyW21tQeOU&feature=youtu.be

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros