COVID-19: BRB APRESENTA AÇÕES PARA APOIAR ATIVIDADE DO SETOR DA CONSTRUÇÃO

03 abr 2020

O Banco de Brasília (BRB) anunciou nessa quarta-feira, 01/04, as ações adotadas para sustentar a atividade da construção civil no Distrito Federal. Em meio à pandemia pelo coronavírus, cujas medidas de prevenção e controle impõem impacto à economia, a instituição vai desburocratizar processos e liberar crédito em condições especiais para que construtoras e incorporadoras possam manter a execução de obras. As medidas foram apresentas pelo presidente da instituição, Paulo Henrique Costa em reunião virtual e conjunta com dirigentes e empresários da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF), do Sinduscon-DF e da Asbraco.

“Vivemos um momento desafiador, em que paradigmas estão sendo colocados à prova tanto na saúde quanto na economia”, disse Costa. Segundo ele, o BRB trabalha em três frentes: cuidado da saúde de seus colaboradores, estímulo à economia e proteção social à população. No primeiro eixo, por exemplo, o banco adotou o trabalho à distância para 70% dos seus colaboradores; ampliou o atendimento pelos canais digitais e redobrou as rotinas de higiene dos espaços físicos.

Incorporadores e construtores demonstraram preocupação com a obtenção de capital de giro e o avanço dos contratos em andamento com o banco. O executivo informou que o BRB vai liberar novas linhas de crédito, com a soma de R$ 1 bilhão, para empresas de todos os segmentos produtivos e portes no Distrito Federal para minimizar as incertezas geradas pela pandemia. Os recursos serão liberados com cuidado, afirmou Costa, porém com prazos mais curtos.

“Foi uma conversa muito produtiva e esclarecedora, que trouxe ao empresário alguma segurança para continuar trabalhando nesse momento”, avaliou o presidente da ADEMI DF, Eduardo Aroeira Almeida.

Autor
Avatar

Imprensa Ademi-DF

Categorias

Parceiros