ASSOCIATIVISMO É PORTA PARA O CRESCIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL, DIZ PRESIDENTE DA ADEMI-DF

16 dez 2019

Uma conversa sobre a importância do associativismo e as oportunidades de crescimento pessoal e profissional criadas nesse engajamento pautou o encontro do presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF), Eduardo Aroeira Almeida, com um grupo de jovens empresários selecionados para o projeto CBIC Jovem da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) na terça-feira (10). Empresário jovem de 44 anos, Eduardo usou a própria trajetória para demonstrar aos 15 integrantes do grupo a importância e os benefícios de atuar nas entidades empresariais. “É uma grande oportunidade de aprendizado, de servir ao setor e para construir relacionamentos”, afirmou.

O presidente da ADEM-DF foi fisgado pelo associativismo há 14 anos, quando se aproximou do Sindicato da Indústria da Construção do Distrito Federal (Sinduscon-DF) para buscar solução técnica para um empreendimento da construtora de sua família. O assunto foi resolvido e o diálogo aberto naquela ocasião criou seu engajamento – Eduardo começou a colaborar com o sindicato, onde deu seus primeiros passos no associativismo, seguindo o exemplo de seu pai Eduardo Almeida Santos. O patriarca da família foi diretor do Sinduscon-DF e vice-presidente da FIBRA.

“Lembrei da minha história para que essa nova geração perceba que tem um papel não apenas para o setor, mas também para a sociedade”, disse o presidente da ADEMI-DF. Segundo ele, o engajamento nas entidades abre uma janela de aprendizado pessoal e profissional que faz diferença não apenas para os negócios. Do Sinduscon-DF, Eduardo passou a fazer parte da ADEMI-DF, representando sua empresa, e ocupou diversas funções até tornar-se presidente da entidade.

O projeto CBIC Jovem é uma iniciativa da CBIC, em correalização com o SESI Nacional, para formar novas lideranças na indústria da construção. Os participantes foram selecionados por uma chamada pública no segundo semestre de 2019: foram recebidas 140 inscrições de jovens de todo o Brasil. O processo seletivo formou um grupo de 15 integrantes, que foram recebidos pela CBIC para uma rodada de imersão e apresentação nos dias 10 e 11/12. Entre as diversas atividades programadas, a entidade organizou conversas como a conduzida pelo presidente da ADEMI-DF.

“A renovação é essencial para qualquer setor organizado. Esses jovens já trazem uma bagagem diferente da minha e dos líderes que me antecederam e foram fundamentais para a minha formação”, avaliou Eduardo. Aos jovens, ele destacou que o exercício do diálogo e as oportunidades de networking têm feito grande diferença para a sua trajetória pessoal e empresarial. Do associativismo, avisa, não se afasta mais.

 

 

Autor
Avatar

usuarioademi

Categorias

Parceiros