2019 segue muito positivo para vendas imobiliárias no DF

12 abr 2019

10/04/2019 – Dados mais recentes da pesquisa do Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de imóveis novos no Distrito Federal indicam que o IVV de unidades residenciais chegou a 8,7% em fevereiro, depois de um bom desempenho em janeiro (7,3%). O IVV para imóveis residenciais novos no 2º mês de 2019 apresentou o maior percentual para o mês de fevereiro da série histórica da pesquisa, realizada desde 2015; foi também 55% superior ao de fevereiro de 2018 (5,6%). A velocidade considerada como referência pelo setor imobiliário é de 5%/mês.

IVV DOS IMÓVEIS RESIDENCIAIS

Em fevereiro foram registrados três lançamentos de empreendimentos residenciais, todos no Setor Noroeste, segundo a pesquisa IVV, realizada em fevereiro com 29 das principais incorporadoras que atuam no DF. Em apenas dois meses, 2019 já soma 4 lançamentos, sinal positivo de movimentação do mercado imobiliário, ainda mais que a oferta de unidades residenciais novas, prontas para ocupação, caiu em fevereiro para 2.598 – em janeiro havia 2.889 em oferta.

OFERTA DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS

“O total de ofertas de residenciais em fevereiro é muito baixo para a demanda no DF. O reflexo é que as vendas de imóveis na planta (em fase de lançamento e/ou construção) explodiram: em fevereiro, 85,3% das vendas se referiram a imóveis na planta e apenas 14,7% a imóveis prontos”, diz Paulo Muniz, presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF).

VENDA DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS POR ESTÁGIO DAS OBRAS

“Ao decidir por comprar seu imóvel na planta, o cidadão demonstra plena confiança nas empresas do setor e também na melhoria dos indicadores econômicos. E não é para menos: os fatores negativos que inibiam vendas de imóveis, como é o caso dos distratos, saíram de cena, praticamente: em fevereiro de 2015, as empresas participantes da pesquisa do IVV informaram 97 distratos; em fevereiro de 2019 relataram apenas 16. A segurança jurídica para a compra de imóveis no DF está consolidada”, relata Paulo Muniz. Com menos distratos, o índice de vendas líquidas aumenta, conforme o gráfico a seguir. Em fevereiro, o indicador chegou a 93%, ou seja, a cada 100 unidades negociadas, 93 foram efetivamente vendidas. “É o maior percentual mensal registrado desde janeiro de 2015. Além disso, a média das vendas líquidas anuais tem se elevado desde 2015”, celebra o dirigente. Em 2015 a média foi de 53%, indicando um ano difícil para o setor; em 2016 foi de 72%; em 2017, 84%; em 2018, 86%.

VENDAS LÍQUIDAS DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS

O número absoluto de imóveis residenciais novos vendidos em fevereiro (225 unidades) também foi superior a janeiro (211 unidades vendidas) e a fevereiro de 2018 (200 imóveis).

VENDAS DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS

Valor do m² de imóveis residenciais (oferta) sobe em fevereiro

Entre as várias informações do mercado imobiliário do DF, a pesquisa do IVV aponta a variação do preço ofertado por m² privativo (valor ponderado) dos imóveis residenciais no DF. Em fevereiro, o m2 médio foi cotado a R$ 9,437, valor 6% superior ao de janeiro de 2019 e a fevereiro de 2018. Em fevereiro, a Asa Norte registrou o maior valor de oferta: R$ 15.234,92 (para unidades de 3 quartos); o mais baixo foi ofertado em Santa Maria: R$ 1.908,50 (para unidades de 1 quarto).

MAIS DADOS DA PESQUISA IVV FEVEREIRO 2019

A pesquisa do IVV tem o objetivo de aferir o ritmo dos negócios de imóveis novos residenciais e comerciais no DF e serve como ferramenta de gerenciamento para os empreendedores. O estudo é conduzido em parceria pela ADEMI-DF e pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (SINDUSCON-DF), com apoio do SEBRAE-DF. A empresa Opinião Informação Estratégica é responsável pela coleta, tabulação e análise das informações, obtidas junto às empresas que aderiram voluntariamente ao projeto.

Os dados de fevereiro revelam ainda que:

– o IVV para imóveis residenciais novos em fevereiro de 2019 (8,7%) apresentou o maior percentual para o mês de fevereiro da série histórica da pesquisa, realizada desde 2015; foi também 55% superior ao de fevereiro de 2018 (5,6%);

– 69% das empresas pesquisadas venderam unidades residenciais novas no mês;

– as empresas pesquisadas relataram vendas absolutas de 225 imóveis em fevereiro, valor superior a janeiro de 2019 e a fevereiro de 2018;

– houve três lançamentos imobiliários em fevereiro, todos no Setor Noroeste – portanto, 2019 já soma 4 lançamentos no total;

– as unidades de 2 quartos apresentaram maior IVV: 16,9%. O segundo maior IVV mensal foi para apartamentos de  quarto (4,8%).

Microempresas e empregados envolvidos nos negócios imobiliários

Um dado apurado mensalmente pela Pesquisa IVV é a participação de microempresas e empresas individuais nos negócios imobiliários no DF. Essas microempresas são representadas, em boa parte, pelos corretores imobiliários. Em fevereiro, por exemplo, a venda de 225 unidades residenciais novas envolveu uma média de 2,43 corretores por venda realizada. Outra informação importante da pesquisa mensal é o número de empregados atuantes nas empresas pesquisadas: 4.717 trabalhadores, em fevereiro.

IVV COMERCIAL

O gráfico a seguir mostra a evolução do IVV dos imóveis comerciais até fevereiro de 2019. O desempenho do IVV comercial em fevereiro foi de 1,9%. Em termos de vendas, as empresas pesquisadas registraram negócios de 23 unidades comerciais (foram apenas 11 em janeiro), o que é um bom resultado para este segmento.

 ASSESSORIA DE IMPRENSA

– ADEMI-DF – Profissionais do Texto – www.profissionaisdotexto.com.br
e-mail kmonteiro@ptexto.com.br; atendimento1@ptexto.com.br
fone (61) 3327-0050/99237-1847

– SINDUSCON-DFwww.sinduscondf.org.br/portal/
e-mail: luciane@sinduscondf.org.br / fone (61) 3234-8310 – r.235

 

Autor
Avatar

usuarioademi

Categorias

Parceiros